Risco de acidente é 400% maior com celular no volante

Essa cena já é, infelizmente, comum: o trânsito para e você vê o motorista da frente olhando notificações no celular. Então o fluxo anda e aquele motorista, desatento, não percebe. Nos resta dar uma buzinada para o colega se tocar. E a situação piora: essa mesma desatenção acontece durante a direção, com o trânsito andando. Ler notificações, ouvir áudio, fazer vídeos ou mesmo atender uma ligação: essas são as últimas coisas que alguém pode fazer em vida, se estiver dirigindo ao mesmo tempo. 

3ª maior causa de morte

Usar o celular no trânsito já é a 3ª causa de morte no Brasil. Então se você, que está lendo essa matéria, ainda faz isso, pensando que não pode perder aquela notificação, pense na escolha que está fazendo. “Ah, mas eu consigo fazer duas coisas ao mesmo tempo”. É melhor ter um pouquinho menos de confiança em si mesmo, nesse caso.

De acordo com a Abramet (Associação Brasileira de Medicina de Tráfego), usar o celular no volante é a 3ª maior causa de mortes no trânsito no Brasil. São m de 150 motoristas por dia, sendo 54 mil por ano.

É mesmo urgente?

Nos nossos tempos, parece que tudo é motivo de urgência. Até mesmo responder um “Oi” de alguém. E essa urgência, ou mesmo a dificuldade de separar o que é real e importante do que é secundário. Para deixar claro: a importância de preservar a própria vida versus responder uma mensagem. 

“O Detran informa que qualquer que seja a motivação, o uso do celular deveria ser evitado, pois aumenta em cerca de 400% as chances de o motorista se envolver em acidentes de trânsito. Para se ter uma ideia da gravidade da questão, esse percentual elevado é comparável ao perigo de dirigir sob o efeito de álcool”, relata o Huffpost.

De olhos bem fechados

Ainda de acordo com o site, um estudo realizado pelo Cesvi (Centro de Experimentação e Segurança Viária) mostra que alguns motoristas ficam entre 4 e 5 segundos sem prestar atenção na estrada enquanto usam o celular. Isso é igual percorrer uma distância de 12 carros populares enfileirados com os olhos fechados se o motorista estiver a 80 km/h.

Enfim, depois dessas estatísticas nada animadoras, a melhor coisa a se fazer é deixar o celular de lado. Além da própria vida, preservamos assim a vida das outras pessoas, que nada tem a ver com as nossas mensagens no WhatsApp. Fique sempre atento no trânsito, nada vale uma vida!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *