Você sabe escolher a oficina certa para seu carro?

Tá aí uma coisa que dá dor de cabeça em muita gente: escolher a oficina mecânica certa. Não são poucas as histórias de gente que foi passado para traz por profissionais nada confiáveis e, sendo o carro um bem muito precioso para todos nós, essa escolha se torna ainda mais difícil.

Porém, existem alguns macetes para tentar garantir que você escolha o lugar certo e consiga o melhor serviço para seu automóvel.

1. Indicação

O primeiro detalhe para encontrar a oficina certa é a indicação. Seja feita por um conhecido ou até mesmo por um estranho na internet, ter a indicação de alguém sugere que aquele profissional é confiável. Além disso, existem sites de reclamações com opiniões positivas ou negativas sobre todo o tipo de negócio, inclusive as oficinas mecânicas. As redes sociais também são um bom local para averiguar os comentários e indicações do local na página oficial (quando houver).

2. Várias opiniões

Para garantir que seu carro vai receber o serviço certo e você a melhor opção, é bom levar o automóvel em mais de um mecânico. Isso serve tanto para fazer mais de um orçamento e economizar quanto para averiguar se é mesmo aquela peça que precisa ser trocada ou aquele ajuste que precisa ser feito. 

3. Organização interna

É interessante observar bem como são feitas as coisas na oficina: Os equipamentos estão bem conservador? Os outros carros em serviço estão sendo bem cuidados? Apesar da graxa e outras sujeiras que podem existir no ato de arrumando um carro, organização é essencial e mostra um serviço levado à sério.

4. Documento de entrada

Quando deixar seu carro em um mecânico, peça para ser feito um documento de entrada. Trata-se de uma descrição de como seu carro está chegando no local, qual a quilometragem, nível de combustível e os defeitos observados. É uma garantia para que você não seja cobrado a mais na hora da entrega e que não falte nada que foi inicialmente entregue com o carro.

5. Detalhes

Profissionais que não são de confiança costumam falar muito por cima, sem detalhes, sobre o que há com o seu carro. Mesmo que você não entenda nada de mecânica, peça o detalhamento do problema para ter certeza que o profissional agirá na causa e não fará coisas a mais ou desnecessárias para encarecer seu orçamento. Aliás, isso vale também para quando você for pedir uma segunda opinião, assim poderá comparar as histórias.

6. Garantia

Assim que pegar o carro, faça um teste para ver se está tudo em ordem. Vá com tempo sobrando e dê uma volta para garantir. Caso note algum problema ou barulho que não estava lá antes, você tem 90 dias de garantia pelo serviço prestado e pode pedir ao mecânico que arrume ou refaça o que há de errado. Caso o profissional se recusar, faça um Boletim de Ocorrência e procure o Procon de sua cidade. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *